Com influência do Brasil, desemprego na América Latina e Caribe deve subir pelo 3º ano seguido, diz OIT

O desemprego na região da América Latina deve terminar 2017 em alta pelo terceiro ano consecutivo, mas a previsão para 2018 é de queda no índice que mede a desocupação. É o que estima a Organização Internacional do Trabalho (OIT) em relatório divulgado nesta segunda-feira (18), que aponta ainda que a recuperação do Brasil já se reflete no mercado de trabalho.