Ricken contesta afirmação de que recursos do Sistema S não são fiscalizados

Um Projeto de Lei que quer destinar 25% do total dos recursos destinados às entidades do Sistema S para o Fundo Nacional de Segurança Pública tem preocupado o novo Coordenador do Grupo G7, união das sete entidades representativas do setor produtivo paranaense, José Roberto Ricken.