'Internet das Coisas' vira ferramenta de violência doméstica, alerta jornal

Luzes que se apagam ou ligam sozinhas, uma música tocando sem aviso e o ar-condicionado mudando do quente para o frio sem explicação. Graças à Internet das Coisas, pessoas mal-intencionadas podem realizar esse tipo de atividade nas "casas inteligentes" que não estiverem com a segurança digital em dia. Mas, segundo uma reportagem do jornal norte-americano "New York Times" publicada neste sábado (23), essas ações se tornaram uma arma de violência doméstica por parte de cônjuges que detém o controle dos aparelhos.