Advogado da Unidos da Tijuca diz que empresa respondia por equipamento que falhou

Após prestar depoimento na delegacia por cerca de três horas, o presidente da Unidos da Tijuca, Fernando Horta, deixou a 6ª DP, na Cidade Nova, Centro do Rio, sem dar declarações aos jornalistas. Alexandre Lopes, advogado de Fernando Horta, disse que responsabilidade por equipamento no carro que desabou no desfile de segunda-feira de carnaval era de uma empresa de engenharia.