Google, Facebook e Microsoft induzem usuário a escolher opções que reduzem a privacidade, diz relatório

Um estudo do Conselho Norueguês do Consumidor, uma entidade financiada pelo governo da Noruega, aponta que o Google, o Facebook e a Microsoft utilizam "padrões obscuros" na interface para induzir o usuário a fazer escolhas que ferem a privacidade.