Assentados investem em nova variedade de maracujá no DF

Os assentados da reforma agrária no Distrito Federal investem num maracujá que foi desenvolvido para o cerrado: a Pérola do Cerrado. Não é um maracujá qualquer. A variedade foi desenvolvida a partir do melhoramento genético da espécie silvestre passiflora setácea. Foram duas décadas de estudos, comandados pelo pesquisador Fábio Faleiro, da Embrapa Cerrados, que fica em Planaltina (DF).