47% das mulheres sentem que foram rejeitadas para emprego por serem mães ou quererem engravidar

Quase metade das mulheres relatam já terem sentido que foram rejeitadas em uma seleção de emprego por serem mães ou manifestar desejo de engravidar. Além disso, 46% também contam já ter enfrentado alguma dificuldade no trabalho por se ausentarem para resolver algum problema relacionado aos filhos, como consultas médicas. É o que revela uma pesquisa feita com 1 mil profissionais pela empresa MindMiners.